Associação Geoparque Arouca assinala uma década de promoção do território

442
Passadiços de Arouca.
Dreamweb 728×90 – Video I

A presidente da autarquia de Arouca assume a construção da ‘maior ponte pedonal suspensa do mundo’ como um dos projetos “mais icónicos” de promoção do ‘Arouca Geopark’.

A travessia localizada junto às Aguieiras “deverá abrir ao público no próximo ano” e “permitirá consolidar o projeto dos Passadiços”, refere Margarida Belém numa entrevista publicada na mais recente edição do magazine ‘Montanhas Mágicas’.

A edil, que preside à Associação Geoparque Arouca (AGA) destaca ainda a intervenção no Mosteiro de Arouca, nomeadamente na área de acolhimento aos visitantes, “que será também fundamental, permitindo relançar este monumento como uma das âncoras do desenvolvimento turístico local, mas também regional.”

A construção da ciclovia, a renovação do Museu Municipal de Arouca, a criação do Museu da Raça Arouquesa, a recuperação dos Viveiros da Granja para centro de educação ambiental são outros dos projetos “programados e que certamente irão contribuir para consolidação do Arouca Geopark”, refere Margariada Belém.

A AGA, que está a assinalar uma década de atividade, “tem sido fundamental para o desenvolvimento sustentável do Arouca Geopark”, com “o objetivo da salvaguarda e fruição do património, geológico e não só.

O balanço destaca a infraestruturação dos geossítios, tornando os mesmos acessíveis para visita, a colocação de sinalética, a edição do Guia da Rota dos Geossitios, o trabalho efetuado no âmbito da geoeducação e da capacitação dos recursos humanos locais, a formação ‘Guias Intérpretes do Arouca Geopark’, visitas guiadas e interpretadas ou projetos e infraestruturas como os Passadiços do Paiva, a Casa das Pedras Parideiras, Radar Meteorológico e Loja Interativa de Turismo.

Entrevista completa no Magazine Montanhas Mágicas