Arquivadas queixas de irregularidades na gestão da Câmara de Anadia

515
Câmara de Anadia.

O Ministério Público (MP) arquivo queixas de alegadas irregularidades na gestão da Câmara de Anadia, que foram averiguadas pela Polícia Judiciária (PJ).

“As denúncias que tinham sido efetuadas contra o município, em 2017, relativamente a alegadas irregularidades, foram todas arquivadas” pelo MP “por não existirem indícios da prática de quaisquer ilícitos criminais por parte da autarquia”, informa uma nota de imprensa da presidência, reportando informações transmitidas na última reunião do executivo.

Segundo o comunicado, “a autarca adiantou ainda que as queixas começaram por ser anónimas, mas depois veio a verificar-se que o autor das mesmas era o atual vereador do PSD e ex-presidente da Câmara, Litério Marques”.

“As alegadas irregularidades”, recordou a edil, “eram imputadas a vários elementos do Município, nomeadamente à presidente da Câmara Municipal, ao vice-presidente, alguns Chefes de Divisão e outros funcionários do município, relativamente a contratos de empreitadas, Feira da Vinha e do Vinho, entre outras matérias”.

O MP e a PJ desencadeara uma investigação que durou cerca de dois anos, “levando inclusive a uma busca no edifício dos Paços do Concelho, que culminou, no passado dia 30 de março, com o respetivo arquivamento por falta de quaisquer indícios.”

No comunicado, Maria Teresa Cardoso “lamenta que o município tenha sido, reiteradamente, exposto a este tipo de denúncias e calúnias, assegurando que o executivo municipal vai continuar a traçar o seu caminho, como tem feito até aqui, com total transparência e de forma rigorosa.”

Publicidade, Serviços & Donativos