Áreas Florestais Agrupadas: uma solução para a Floresta da Região de Aveiro

541
Associação Florestal do Baixo Vouga (AFBV).
ESTAU 728

Mais de uma centena de pessoas participaram na sessão de informação “Uma solução para a Floresta de minifúndio: Áreas Florestais Agrupadas (AFA)”, organizada pela Associação Florestal do Baixo Vouga (AFBV), no dia 5 de dezembro, na Biblioteca Municipal de Albergaria-a-Velha.

Especialistas e proprietários florestais, que integram os projetos pilotos de Águeda e Vagos, deram o seu testemunho e falaram sobre as especificidades das AFA.

Com quase 20 anos de experiência no terreno, a AFBV assumiu como uma missão valorizar e dignificar a Floresta da Região de Aveiro, sendo as AFA a solução para as pequenas propriedades. O modelo de gestão conjunta permite poupar cerca de 20% nos custos dos trabalhos florestais, garantir um aumento da produtividade superior a 60%, no caso dos eucaliptos, reduzir os riscos de incêndio e, ainda, implementar melhores práticas, tornando mais fácil o cumprimento das obrigações legais e o processo de certificação florestal.

Para a AFBV, outras das vantagens das AFA é a sua constituição e funcionamento não dependerem da Administração Central. “Precisamos fazer o que depende de nós e as AFA são um bom exemplo disso. É um projeto que depende apenas da vontade de cada proprietário florestal em tornar a sua propriedade mais valorizada, segura e rentável”, afirma o engenheiro António Guimarães, presidente da AFBV, sublinhando que “a associação vai continuar a exigir, junto das entidades competentes, políticas florestais adequadas para os proprietários florestais da Região de Aveiro”.

Consultar informação / balanço completo da sessão informativa