Ampliação do hospital de Aveiro em fase de elaboração de projeto

1364
Zona a ocupar com ampliação do hospital de Aveiro.
Dreamweb 728×90 – Video I

A criação da Unidade de Saúde Local (USL) prevista para a Região de Aveiro tem “total apoio” do PSD, em Aveiro, impondo-se, contudo, que seja acompanhada de avanços na ampliação do Centro Hospitalar do Baixo Vouga (CHBV). Neste caso, a administração já avançou com a elaboração do projeto.

Alerta deixado na Assembleia Municipal de Aveiro pelo porta-voz da bancada social democrata ao intervir no período antes da ordem do dia. Manuel Prior transmitiu concordância com “a ideia e a constituição” da nova estrutura proposta pela Direção Executiva do Serviço Nacional de Saúde (SNS), atualmente em fase de elaboração do plano de negócio, que tem sido acompanhado pela Comunidade Intermunicipal da Região de Aveiro (CIRA).

Neste modelo a que o Governo do PS pretende dar novo fôlego, duas décadas depois das primeiras USL, os hospitais e centros de saúde são geridos por uma única administração, na resposta assistencial aos utentes. “Aveiro e a Região só têm a ganhar com esta nova organização administrativa, de escala e de sinergias de gestão e de recursos humanos, de oferta e melhoria de cuidados ao cidadão na saúde e doença”, sublinhou o porta-voz da bancada social democrata.

“Um passo que é um ganho” para os aveirenses e para a Região, mas que o PSD pede em jeito de “alerta” que “esteja fortemente ligado” à expansão e requalificação do hospital de Aveiro, melhoria dos hospitais de Águeda e Estarreja, conforme os seus projetos, bem como a melhoria ou substituição do Centro de Saúde de Aveiro. Os sociais democratas querem empenho neste “caminho que, embora seja difícil e árduo, terá muitos e bons resultados para os cidadãos”.

Ribau Esteves descansou a bancada do PSD. “Estamos a trabalhar muito intensamente, em bom trabalho de equipa”, adiantou, mostrando-se satisfeito com as reuniões mantidas com o ministro da Saúde e o diretor-executivo do SNS, constatando uma mudança positiva após as alterações na tutela. “É gente muito diferente, antes era só conversa e conferências de imprensa, agora é gente que fala português claro, assume compromissos e decisões. Acredito que estamos numa fase diferente”, afirmou o presidente da Câmara.

Ribau Esteves confia que “a importante decisão” de avançar com a ULS está próxima, esperando, também, avanços concretos na “estruturação da primeira fase do mecanismo de financiamento das obras” para “de uma vez por todas deixar a luta e executar” as intervenções reclamadas localmente. “No hospital”, informou o autarca aveirense, “o conselho de administração já lançou o concurso para contratar projetista” tendo em vista a elaboração do projeto de ampliação, para o qual o município já disponibilizou terreno. O procedimento tem como valor base cerca de 2,2 milhões de euros.

Publicidade, serviços e donativos

» Está a ler um artigo sem acesso pago. Faça um donativo para ajudar a manter o NotíciasdeAveiro.pt de acesso online gratuito;

» Pode ativar rapidamente campanhas promocionais, assim como requisitar outros serviços.

Consultar informação para transferência bancária e aceder a plataforma online para incluir publicidade online.