Águeda: Centro de Interpretação do Rio vai divulgar património natural e cultural

1130
Centro de Interpretação do Rio, Águeda.
Smartfire 728×90 – 1

Águeda vai ter um Centro de Interpretação do Rio. As obras de adaptação e reabilitação do antigo edifício do Centro de Canoagem e sua zona envolvente já iniciaram, implicam um investimento de 412.753 euros e têm um prazo de execução de 150 dias.

“Depois de resolvermos um imbróglio judicial que impediu o seu uso durante quase duas décadas, vamos finalmente implementar este projeto que não só vai transformar positivamente aquela zona, com um espaço criativo e pedagógico, como vai permitir divulgar o imenso e rico património natural que temos no nosso concelho”, disse Jorge Almeida, Presidente da Câmara Municipal de Águeda, acrescentando que esta infraestrutura irá ser uma referência na região na promoção e educação para a ciência e na difusão da importância dos nossos rios.

O grande objetivo deste espaço, que integra o conjunto de ações a implementar no âmbito do projeto LIFE Águeda, é difundir o rio, através da criação de uma exposição permanente e da promoção de atividades para as diversas faixas etárias, explorando tanto o património natural, a biodiversidade, os ecossistemas e os habitats presentes, como a riqueza cultural que lhe está associada, nomeadamente as tradições, os ofícios, engenhos, instrumentos e dinâmicas que se desenvolviam na bacia do Rio Águeda (e algumas que ainda ocorrem).

O Centro de Interpretação do Rio – C-Life tem, assim, uma componente pedagógica muito forte, que permite explorar a ligação entre os ecossistemas naturais e o património cultural e social locais. Para além de abordar as intervenções realizadas no âmbito do projeto LIFE Águeda, o C-Life vai divulgar aspetos como o continuum fluvial (parte acessível aos peixes e que permite a sua circulação no rio), os obstáculos no rio (tipos e funcionalidades dos açudes), biodiversidade do rio, conjunto de peixes nativos, peixes migradores, vegetação autóctone, ações de combate e controlo de espécies invasoras, entre outros temas.

Serão ainda abordados, neste centro, a história do Rio Águeda, a ligação ao povo aguedense (nomeadamente aspetos relacionados com a exploração económica dos recursos fluviais), bem como as artes de pesca e a pesca sustentável.

O Centro de Interpretação do Rio, que será adaptado para poder ser utilizado por pessoas portadoras de mobilidade condicionada, irá contar com três aquários, uma sala polivalente e um mini-auditório, ocupando uma área total de construção de 443 metros quadrados (num terreno com área de 5161 metros quadrados).

Em concreto, no piso 0 serão criadas zonas de vestiários, instalações sanitárias, zona de arrumos e área de acesso ao piso superior. A reorganização pensada permitirá que este piso seja de funcionamento autónomo, servindo de apoio ao espaço exterior e às atividades que aí possam ser realizadas.

No piso 1 será desenvolvido o núcleo expositivo composto por receção, escritório (sala de apoio) e um percurso/corredor que se caracteriza por um efeito em curva, como se de um rio se tratasse e onde vão ser criados os aquários. No final, haverá uma sala polivalente, dotada de equipamento multimédia.

Serão ainda arranjados os espaços exteriores, prevendo-se a aplicação, em áreas previamente definidas, de pedra rolada.

Ao investimento da empreitada de construção do Centro de Interpretação do Rio soma-se a aquisição dos aquários e o design de interiores, comportando um investimento total de 531.407 euros.

Refira-se que este equipamento está a ser construído no âmbito da implementação do projeto LIFE Águeda, que visa a (re)naturalização dos troços dos rios Vouga, Águeda e Alfusqueiro, bem como o restauro dos seus habitats. O Projeto LIFE Águeda tem estabelecida uma parceria entre entidades dos domínios público e privado, com a coordenação por parte do Instituto MARE (Universidade de Évora), integrando o Município de Águeda, o Fluviário de Mora, a Docapesca e a Aqualogus.

Câmara de Águeda

Publicidade, serviços e donativos

» Está a ler um artigo sem acesso pago. Faça um donativo para ajudar a manter o NotíciasdeAveiro.pt de acesso online gratuito;

» Pode ativar rapidamente campanhas promocionais, assim como requisitar outros serviços.

Consultar informação para transferência bancária e aceder a plataforma online para incluir publicidade online.

Comercio 780