Aferição das competências para o futuro digital no setor TICE em Aveiro

1094
Close up shot of a young software developer, programmer working at his desk

Os resultados para a região vão de encontro às tendências globais onde o papel dos dados, recolha e tratamento é cada vez mais relevante.

Observatório do Emprego da Universidade de Aveiro *

A transformação digital não se resume à implementação de novas tecnologias. As ferramentas digitais são uma das arestas dessa transformação que deve ser acompanhada por uma mentalidade digital das pessoas que usam essas tecnologias diariamente.

Quando falamos de competências digitais, referimo-nos à capacidade de usar conhecimento tecnológico e competências para otimizar processos e torná-los cada vez mais eficientes. Para que as mudanças tecnológicas possam ser implementadas de forma bem-sucedida numa região é necessária uma reestruturação socialmente responsável.

A reciclagem dos trabalhadores, competências e educação profissional contínuas são alguns dos aspetos mais importantes para essa reestruturação.

As limitações nas competências podem afetar negativamente a produtividade do trabalho e dificultar a capa-cidade de inovar e adotar inovações tecnológicas.

Além disso, a falta de competências adequadas pode limitar também as perspetivas de empregabilidade e o acesso a empregos de qualidade. Neste sentido, o Observatório do Emprego tem um papel importante na reestruturação do mercado de trabalho da região de Aveiro.

Através de entrevistas e questionários e workshops, em conjunto com as empresas e atores locais, atua para fazer o diagnóstico com a identificação e priorização das necessidades de qualificação.

As atividades previstas incluem a auscultação de diferentes setores de atividade empresarial, incluindo as TICE (Tecnologia da Informação, Comunicação e Eletrónica), a Indústria e o Turismo, para os quais podem existir diferentes prioridades para a qualificação a desenvolver no contexto do projeto.

A identificação das prioridades de qualificação levará, no âmbito do projeto, ao desenvolvimento e oferta de vários programas de formação, a serem implementados ainda este, ano, destinados às empresas de Aveiro.

As competências técnicas apontadas como mais necessárias para a sustentabilidade da transformação digital do setor TICE, na região de Aveiro, foram: Programação de computadores, Desenvolvimento de algoritmos de aprendizagem automática (machine learning), Competências de estatística para big data e data mining, teste de software e desenvolvi-mento e programação de sistemas embebidos com capacidade de ligação a redes IoT.

Os resultados para a região vão de encontro às tendências globais onde o papel dos dados, recolha e tratamento é cada vez mais relevante.

Para a obtenção de dados cada vez mais assertivos à empresa, além do investimento em análises, é preciso encontrar soluções de machine learninge IA (inteligência artificial). Deste modo, a existência de dados complexos ao serviço das empresas requer que estes sejam analisados numa fração do tempo que um ser humano precisaria, para os quais os algoritmos de machine learninge IA apresentam-se como extremamente eficientes.

* Newsletter do mês de abril.

Publicidade, Serviços & Donativos