A grande lição

1791
Dreamweb 728×90 – Video I

O impensável pode surgir e sem aviso prévio. O futuro, no final das contas, não pode ser controlado.

Por Tim Vieira *

Desafiante à escala global, todos tivemos que rapidamente nos adaptar. O que antes era impossível passou a ser possível num abrir e fechar de olhos.

Todo um novo mundo começou a surgir e aquilo que levaria décadas a modificar, transforma-se e adapta-se a toda uma nova realidade e mentalidade.

Percebeu-se que menos é mais, que afinal o homem não controla tudo. O valor dado à família, amigos e ao ambiente aumenta, assim como a busca pela felicidade.

Estamos todos diferentes, e essa transformação não terminou. Até poderia ficar tudo como era, afinal somos criaturas de hábitos, mas estou confiante num mundo pós-Corona melhor, façamos por isso.

As pessoas vão querer passar a apoiar iniciativas e empresas positivas. Portanto, qualquer novo empreendimento precisa de ser positivo para família, clientes, comunidade e ambiente.

Os futuros clientes desejam garantir que as empresas ou marcas usadas sirvam as comunidades e a sociedade melhor do que antes. Sentimentos positivos serão traduzidos para marcas e pessoas felizes.
Como fazer/oportunidades:

– Alimentação/Restauração – Se tiver um restaurante, repense o modelo. Faça vídeos do seu chef a cozinhar, mostre o cuidado que tem quer com a higiene e com a qualidade dos produtos que utiliza. A interação com os clientes online fomenta as relações e fará crescer o seu negócio;

– Turismo – As viagens serão um luxo, as pessoas vão fazer escolhas cada vez mais criteriosas sobre os destinos a visitar. “As novas experiências” continuarão a ter procura, locais bonitos que oferecem algo especial serão altamente valorizados, assim como os que enriquecem culturalmente. As viagens de negócios serão substituídas pelas reuniões online;

– Educação e serviços profissionais online – O setor que mais evoluiu, estima-se que cerca de 10 anos. A formação online veio para ficar. Medicina, serviços jurídicos, coaching, treinos de fitness e até os eventos movem-se online expandindo e melhorando o alcance junto dos clientes. Melhore a sua presença online;

– Negócios locais – As pequenas empresas criam valor ao oferecerem um produto único para clientes mais exigentes. Muitos países vão intensificar a produção, no interior aumentando o emprego e precavendo crises futuras;

– Robôs e vigilância – Os robôs serão os trabalhadores do futuro, quer para permitir concorrer com mercados como o da China, quer nas questões de segurança e vigilância em nome da segurança e da prevenção;

– Mercado de trabalho – Quanto maior for a qualificação dos trabalhadores dos setores que estiveram ativos no confinamento, mais preparados ficarão os países para enfrentar a próxima pandemia.

O importante mesmo é envolver-se, cometer erros e aprender rápido, assim como perceber qual é o seu espaço no futuro.

Tim Vieira.

* Business Angel e Investidor – Artigo de opinião ao abrigo da iniciativa Montepio Acredita Portugal, da qual a PME Magazine é Media Partner.

Publicidade, Serviços & Donativos