Suspeito de roubo nos passadiços da Barra em silêncio no tribunal

838
Tribunal de Aveiro.
Dunas728

Um homem de 42 anos, vendedor ambulante residente em Aveiro, que está acusado de roubar um casal de namorados na praia da Barra, Ílhavo, remeteu-se ao silêncio no início do julgamento no Tribunal e Aveiro.

O caso remonta a 30 abril de 2018, depois da hora do jantar, quando, alegadamente, o indivíduo abordou as vítimas, no passadiço, de capuz a cobrir parcialmente a cabeça, e começou por pedir um euro, expressando-se com sotaque espanhol. Perante a recusa, exibiu parte de um objeto que aparentava ser uma arma e exigiu o dinheiro todo na posse dos jovens, acabando por levar 20 euros, entre moedas e notas.

O arguido está detido a cumprir uma pena de internamento de cinco anos, por crimes de coação e resistência depois de ter sido declarado inimputável. Tem antecedentes, ainda, por falsificação de documentos e violência doméstica. Aguarda o desenrolar de outro processo por tráfico de droga.

No tribunal, o ofendido disse não ter dúvidas em identificar o acusado, adiantando que não chegou a apontar a pretensa arma.

A defesa apontou “discrepâncias” no depoimento, tendo pedido para o tribunal reler as declarações prestadas na Polícia Judiciária.

O arguido, que tem um passado de alcoolismo e consumo de produtos estupefacientes, além de problemas psiquiátricos, responde por dois roubos, um consumado e outra na forma tentada.

Publicidade, serviços e donativos

» Está a ler um artigo sem acesso pago. Faça um donativo para ajudar a manter o NotíciasdeAveiro.pt de acesso online gratuito;

» Pode ativar rapidamente campanhas promocionais, assim como requisitar outros serviços.

Consultar informação para transferência bancária e aceder a plataforma online para incluir publicidade online.