Defesa do CDE inspira respeito

392
Cajó, treinador do Beira-Mar.

O Beira-Mar recebe este domingo o Clube Desportivo de Estarreja (CDE) a contar para a 14ª jornada.

Os aveirenses procuram manter a invencibilidade e não ceder terreno na liderança (34 pontos, menos um jogo).

No último jogo do ano, os aurinegros vão medir forças com o 11º classificado, que tem 17 pontos.

O Estarreja vem de uma vitória caseira com o Mourisquense por 2-0, procurando subir na tabela. A equipa orientada por Magno Grave tem quatro vitórias e cinco empates.

Para o treinador do Beira-Mar, o Estarreja será “uma das equipas mais difíceis” e a tabela classificativa pode enganar.

“Tem a terceira melhor defesa, o que revela a consistência. Uma muito perigosa na transição, que defende muito muito bem. Será dos jogos mais difíceis. Teremos de ser os dominadores, com uma estratégia para desbloboquear o jogo, focados na vitória para que seja mais uma realidade”, referiu o técnico aveirense.

Discurso direto

“O ano tem sido em crescendo, a prova são os resultados. As pessoas acham que está resolvido, mas está muito longe.
Temos uma grande série inédita nesta divisão. Poderá chegar o dia em que as coisas podem não correr bem.
Os adeptos são muito precisos, os jogadores precisam de carinho e dão um pouco mais se sentirem essa envolvência.O grupo está a merecer cadeiras mais preenchidas. Não basta ser adepto e querer sair do distrital, é preciso a presença dos sócios” – Cajó, treinador do Beira-Mar.

Resultados e classificação em https://www.afatv.pt/classificacao/24