18ª Edição da Semana Europeia da Mobilidade: Desafio do PAN às autarquias

1013
PAN.
Dreamweb 728×90 – Video I

O PAN desafia todos os municípios do distrito de Aveiro a participar na 18ª Edição da Semana Europeia da Mobilidade (SEM), que irá decorrer de 16 a 22 de Setembro de 2019.

A participação nesta iniciativa da Comissão Europeia tem vindo a aumentar ano após ano, quer a nível nacional, quer internacionalmente, tendo contado com a adesão de 2791 cidades e vilas europeias em 2018. No ano passado, o município de Lisboa foi inclusivamente agraciado com o primeiro lugar dos Prémios da Semana Europeia da Mobilidade.

A região de Aveiro não pode ficar aquém nesta transição para uma mobilidade economicamente mais eficiente, socialmente mais justa e ambientalmente mais sustentável.

A SEM é a oportunidade ideal para sensibilizar a população para a adopção de meios de transporte alternativos, com o objectivo de reduzir a elevada dependência do automóvel particular, contribuindo para a diminuição de gases com efeito de estufa, humanização do espaço público, redução dos níveis de sinistralidade rodoviária e melhoria da saúde e da qualidade de vida em geral.

As condições naturais, quer climáticas quer orográficas, da região de Aveiro constituem o ambiente propício para liderar esta transformação societal, tendo por base uma aposta prioritária nos modos activos de deslocação, cuja história e cultura na região são uma marca inegável. A tradição da utilização de bicicleta em cidades como Águeda,
Aveiro, Murtosa, Ílhavo e Gafanha da Nazaré não pode ser abandonada, tendo ao invés, de ser aproveitada para projectar o distrito rumo a um futuro mais sustentável e com menor de ser aproveitada para projectar o distrito rumo a um futuro mais sustentável e com menor impacto nos ecossistemas que habitamos.

O tema da SEM deste ano é precisamente “Caminhar e Pedalar em Segurança”, procurando tornar evidente os benefícios decorrentes de um aumento da quota modal dos modos activos e a necessidade de criar infra-estruturas pedonais e cicláveis confortáveis e seguras para que a adopção destes meios de transporte seja generalizada, estando menos expostos ao perigo rodoviário.

A intermodalidade entre modos activos (pedonal e ciclável) e transportes colectivos deverá constituir a espinha dorsal do sistema de mobilidade a nível regional, servindo como solução ideal para cobrir deslocações de curta, média e longa distância.

Uma devida integração entre os vários meios de transportes sustentáveis permitirá ultrapassar as limitações fundamentais de cada um desses modos e funcionar como estímulo para a utilização destes meios de transporte complementares.

A Semana Europeia da Mobilidade constitui o momento oportuno para demonstrar todas estas vantagens e dar um primeiro passo no sentido de diminuir o impacto que o sector dos transportes representa a nível ambiental, mas também na
qualidade dos locais em que vivemos e trabalhamos, através da redução dos congestionamentos, poluição sonora e do ar, ocupação desnecessária do espaço público, entre muitos outros.

Comissão Política Distrital de Aveiro do PAN

Publicidade, Serviços & Donativos