Confissão e esforço para deixar a droga determinantes para suspensão de pena de cadeia aplicada a mulher

337
Tribunal de Aveiro.
Dreamweb 728×90 – Video I

Uma mulher de 46 anos, empregada de restauração, residente em Aveiro, foi condenada, esta tarde, no Tribunal de Aveiro, a cinco anos de cadeia por tráfico de droga, pena que ficou suspensa por igual período com várias obrigações.

Está a ler um artigo sem acesso pago. Faça um donativo para ajudar a manter o jornal online NotíciasdeAveiro.pt gratuito.

Artigo relacionado

Mulher confessa tráfico de droga para pagar os seus próprios “consumos excessivos”

No final da leitura do acórdão, a mulher foi restituída à liberdade, uma vez que cessou a medida de coação de prisão preventiva a que esteve sujeita desde agosto do ano passado, quando foi apanhada em Aveiro com 1700 doses de vários tipos de drogas.

Na alocução final, a juíza presidente referiu que “foi absolutamente determinante a postura assumida em julgamento”, nomeadamente a confissão integral, o arrependimento demonstrado, que o coletivo acreditou ser “sincero”, bem como “o esforço realizado para se afastar da droga”, o apoio familiar e a possibilidade de ter rapidamente uma atividade profissional.

Ainda assim, a magistrada alertou para a necessidade de cumprir as obrigações impostas de forma a ter uma oportunidade de ressocialização em liberdade, nomeadamente sujeição a tratamento do problema aditivo, com despistagem regular e outro tipo de acompanhamento.

Siga o canal NotíciasdeAveiro.pt no WhatsApp.

Publicidade e serviços

» Pode ativar rapidamente campanhas promocionais no jornal online NotíciasdeAveiro.pt, assim como requisitar outros serviços. Consultar informação para incluir publicidade online.