Apresentação   |    Estatuto editorial   |    Conteúdos na mão   |    Correspondentes   |    Publicidade   |    Contactos   |    Newsletter
Entrar   |    Registe-se   |    Ajuda
Aveiro, Portugal
Terça-Feira, 23 Maio 2017
26 ºC
Pouco nublado
Siga-nos!    Siga-nos!    Mypub gestor online publicidade
Onde Estou? Página Inicial » Actualidade » Noticiário
Pesquisar
Manuel Oliveira Sousa defende presidente "a 100 por cento" e município "que não viva à custa das pessoas"
17 abr 2017, 17:40

Candidato do PS anunciou como primeiro propósito ser "uma peça que concilia as várias opiniões e a diversidade, potenciando aqueles que irá servir, que é Aveiro no seu conjunto" (c/áudio).

Manuel Oliveira Sousa, professor do ensino secundário (à esquerda na foto), aproveitou uma conferência de imprensa para deixar outros compromissos para Aveiro.

"Queremos servir os aveirenses para que Aveiro seja grande, outra vez grande, porque existem aspetos que podem tornar a cidade, o município e a região enorme; e nós sentimos isso como ninguém, porque Aveiro esteve em grande nos mandatos socialistas, pelo que se fez para que todos tivessem uma expressão nacional e internacional", disse numa alusão aos mandatos de Alberto Souto.

O vereador socialista deixou uma ressalva: "ser grande não passa por grandes custos financeiros, mas por coisas muito simples como ouvir as pessoas, envolver as várias propostas e potenciá-las". Mas também, sublinhou, "estar a 100 por cento em Aveiro e por Aveiro,  atento a aspetos que fazem a cidade e o município cada vez maior".

Até à elaboração do programa eleitoral, o PS vai lançar uma série de debates colaborativos nas áreas do pensamento político e ação / concretização. "Vamos ouvir os aveirenses nas suas diversidades de ações e buscar propostas", anunciou Manuel Oliveira Sousa.

Ideias e sugestões que o candidato irá agregar em três grandes áreas: "o município amigo das pessoas", "uma cidade do século XXI" e "uma cidade próxima ao serviço dos aveirenses".

A coesão entre as freguesias, os serviços de proximidade, os centros cívicos, a idade sénior, a saúde, as associações e movimentos, a ação social, a educação, a mobilidade e transportes ou a execução do Plano de Ajustamento Municipal (PAM) "tem de ter em conta esta ideia de um município amigo das pessoas e não de um município que vive à custa das pessoas", afirmou Manuel Oliveira Sousa.

Na opinião do eleito socialista, uma "cidade do século XXI" terá de no turismo, na recuperação urbana, no envolvimento das associações ser capaz de transpor as suas fronteiras para além dos barcos moliceiros.

Uma Câmara "mais plural na ação e capacitação de todos"

Comprometeu-se, ainda, a tornar a autarquia mais próxima dos aveirenses, com um "atendimento efetivo e não esquecer para mais tarde quem pede algo", com maior agilização de processos e delegação de competências que permita "ser mais plural na ação e capacitação de todos", encaminhando as sugestões que cheguem. Nos grandes instrumentos de planeamento, como a revisão da Carta Educativa ou do Plano Direitor Municipal, haverá uma estratégia mais vincada. "A Câmara irá informar quais as grandes balizas por onde se norteia, para que todos saibam como o município é governando e para onde caminha".

Nos serviços autárquicos e Juntas de Freguesia serão formadas equipas "fortemente empenhadas e com qualidade" para garantir maior proximidade, sem descurar também "o plano intermunicipal, onde tem de fazer um imenso trabalho para capacitar Aveiro", assim como "em outros patamares onde poderá chegar a nível nacional e internacional".

"Maioria é avessa à participação cívica e dos partidos da oposição" - Filipe Neto Brandão (candidato do PS à Assembleia Municipal)

"É possível fazer muito melhor, para a Assembleia Municipal ser o espaço crítico de aferição da atividade municipal e não mera caixa de ressonância. É preciso ter presente que esta maioria é avessa à participação cívica e dos partidos da oposição que não está à altura dos pergaminhos de Aveiro e não honra princípios democráticos" - Filipe Neto Brandão, cabeça de lista à Assembleia Municipal [ouvir declarações nas galerias relacionadas].

Discurso direto - Manuel Oliveira Sousa

Processo de escolha de candidato: "Houve um momento de uma abordagem a uma determinada disponibilidade, que mais tarde declinou. O primeiro candidato que aceitou é o que está. Do outro lado [Ribau Esteves] sei que existem umas certas confusões.
Temos 35 mil eleitores que não votam, isso é que é altamente preocupante e nos deve levar a trabalhar muito. As pessoas estão afastadas na dimensão política, temos acompanhado movimentos cívicos que chegam até nós inquietados por não terem voz [ouvir nas galerias relacionadas].

PS acusado de não apresentar propostas: "Isso não corresponde à verdade. Quando o faz, é-nos dito que valem zero. Atendemos a muitos problemas, por pequenos que sejam, de cidadãos que se dirigem a nós. Sobre o concurso do Rossio e outras sugestões que fazemos, sabemos delas sem que haja debate público" [ouvir nas galerias relacionadas].

Sobre a concessão de transportes / Candidato a 100 %: "Independentemente de encargos e custos, não podemos deixar de ouvir os aveirenses e o que ouvimos leva-nos a querer um serviço público, teremos de reunir com a concessionária para alterar para melhor. O que está a ser feito, curiosamente, mas deveria ter sido feito aquando do debate em setembro e não em janeiro.
O PS tem uma reserva grande sobre os candidatos turistas. Sou um candidato de Aveiro, que sente Aveiro e está em Aveiro a 100 por cento e não um bocado dividido com tarefas por mais nobres que sejam, que não deixam tempo para atender, para servir em primeiro lugar os aveirenses" [ouvir nas galerias relacionadas].

Plano de Ajustamento Municipal: "Há possibilidade do PAM ser acelerado para desonerar mais rapidamente possível os aveirenses. Trabalharemos com as regras para isso acontecer o mais rápido possível. Por exemplo, o património pode ser usado para amortizar dívida" [ouvir nas galerias relacionadas].

Balanço positivo feito pela maioria PSD-CDS: "É coincidência que sejam feitas obras no último ano de mandato ? Existe nitidamente uma tentativa de afirmar que está tudo a ser feito, mas várias matérias não sabemos como. O presidente fala do que corre bem: o projeto do Baixo Vouga Lagunar por exemplo, mas não aborda os rombos dos campos em Eixo [ouvir nas galerias relacionadas].

Tags:
Notícias Relaccionadas
30 abr 2017, 01:14 Aveiro: Candidato do PS cita Candal para lançar candidatura contra "aves de arribação"
11 mai 2017, 15:59 Aveiro/ Praça do Rossio: "Maioria das pessoas são favoráveis" - Ribau Esteves, presidente da Câmara
Classifique esta notícia:  Sem classificação
  Comentar Artigo   Imprimir Artigo   Enviar Artigo   Partilhar Artigo
0 Comentário(s)
Galerias Relacionadas:
  0 video(s)
  0 documentos(s)
Outras Informações:
Visualizações: 1495
Tamanho do texto: A- A+

Últimos Vídeos
Mais comentadas
Mais lidas
Pesquisa de imóveis »
 
Apartamento T2
Venda - Usado
Aveiro
Santa Maria da Feira, São João de Ver
Consultar Imóvel »
Lote de Terreno
Venda -
Aveiro
Oliveira de Azeméis, Pinheiro da Bemposta
Consultar Imóvel »
Quartos   
Inquérito »