Apresentação   |    Estatuto editorial   |    Conteúdos na mão   |    Correspondentes   |    Publicidade   |    Contactos   |    Newsletter
Entrar   |    Registe-se   |    Ajuda
Aveiro, Portugal
Quinta-Feira, 23 Março 2017
10 ºC
Chuva irregular nas proximidades
Siga-nos!    Siga-nos!    Mypub gestor online publicidade
Onde Estou? Página Inicial » Actualidade » Opinião
Pesquisar
"Cumprimos mais uma vez" - presidente do Galitos
01 jan 2017, 11:43

Renovamos enquanto direção a iniciativa anual de aproveitar a ritmada mudança anual no calendário, para através das mensagens de ano novo do Presidente do Galitos, dar a conhecer o clube a Aveiro integrando a nossa atividade cívica, desportiva e cultural na cidade.

António Granjeia *

Cumprimos mais uma vez essa tarefa com o orgulho de quem sente Aveiro e a formação dos nossos jovens como uma missão. Quando, pelas doze badaladas do relógio deixarmos 2016 para trás, façamo-lo recordando positivamente tudo o que em conjunto conseguimos fazer e ultrapassar.

Mais um ano...
O ano de 2016 chega ao fim. Resolvemos muitos problemas difíceis, ultrapassámos barreiras, superámos as complicações do dia-a-dia, mas quase como uma inevitabilidade aparecem sempre mais desafios e também outras oportunidades. É sobretudo encarando os desafios como novas oportunidades que devemos prosseguir a nossa ação.

A crise económica já deixou de ser um problema, é uma realidade contínua e que, pelos vistos, já nem caracter levemente oscilatório tem. Como se dizia um célebre anúncio, veio para ficar e a única coisa que muda são os protagonistas da desgraça.

É, portanto, nesse contexto que nos temos de adaptar e gerir os nossos poucos recursos, inventando diariamente soluções para manter as estruturas a funcionar e tentar evitar a degradação do imobilizado conquistado e construído ao longo da nossa vida coletiva de mais de um século. Esse é talvez o maior desafio da direção e de todas as seções do clube; manter os ativos em bom estado. Não basta dizermos com orgulho que temos isto ou aquilo, é preciso fazê-lo perdurar no tempo com rentabilidade. Temos de procurar meios financeiros diversos dos tradicionais para provirmos este objetivo.

Todo este esforço tem estado a cargo dos sócios que através das suas quotas pagam a gestão corrente e a manutenção dos equipamentos e toda a operação corrente. Era bom que as entidades oficiais e públicas pudessem ajudar mais neste esforço que ficará para a comunidade futura como já o fazem os nossos patrocinadores e parceiros. Se assim não puder ser será difícil de investir em novo património.

A demissão do Estado
Mais uma vez reclamamos que o Estado Português continua a tratar mal as associações, impondo regras difíceis de cumprir, muitas vezes anacrónicas e descabidas perante o propósito das associações, pondo em causa a sustentabilidade das instalações construídas, mas sobretudo desprezando os cidadãos que se predispõem a participar na vida coletiva.

A sociedade atual tornou-se mais individualista e as associações estão a pagar um preço elevado da cada vez maior dificuldade em recrutar pessoas para a sua gestão e até representação. Esse não é de momento um problema no nosso clube, mas não vale a pena esconder a cabeça na areia. Devemos por isso alertar a sociedade e pedir ao governo, que tantos incentivos cria e gere para tudo e nada, que ajude, criando melhores condições de trabalho aos portugueses para que eles se sintam motivados em ajudar o próximo, colaborando mais com as associações e outras instituições. Estamos talvez inconsciente e alegremente a caminhar para a “globalização” do desporto nacional e onde as identidades locais que fomentaram o desporto se vêm consecutivamente “canibalizadas” pelos grandes clubes de Lisboa e do Porto. Desde que acompanho, por força das participações olímpicas do Diogo Carvalho, noto em apenas 12 anos, que a dispersão da representação clubística de outrora da nossa comitiva olímpica se concentra quase exclusivamente em 2 clubes da capital. O Galitos orgulha-se da persistência do nosso Diogo em representar Aveiro e o seu Clube dos Galitos.

É fundamental criar estratégias locais e regionais que combatam este marketing agressivo do centralismo das grandes capitais. É necessário dar estímulos às empresas do concelho de que vale a pena apostar na sua terra ao invés dos clubes de Lisboa e Porto.

Este é também um preço muito alto que todos pagamos por cada vez mais o Estado estar centrado nas receitas e menos na economia. O Estado continua a tratar os clubes como empresas que são motivadas pelo lucro e não como associações de cidadãos que preenchem o que Estado não sabe ou não quer fazer. Não aceitamos que o Estado nos trate como um dano desprezível, elegendo-nos como financiador dos impostos que inventa e cobra. Batemos novamente na tecla do IVA e na taxa máxima (23%) que todas as associações pagam no gás e na eletricidade para logo percebermos, que o pouco que distribui, lhes acaba por tirar, pela via da tributação e das muitas taxas e taxinhas de que é exímio criador.

A administração deveria apoiar as associações que pugnam pela formação dos jovens, evitando custos futuros na saúde, mas ao invés de regular a atividade e ser parceira no desenvolvimento, aparenta existir apenas para criar a teia burocrática que a faz existir.

O Clube, por via da sua atividade, é chamado a participar em bastantes atividades organizadas pelo Estado e que, apesar dos discursos de contenção, não dão nota de diminuição no fausto organizativo.

As ondas de choque da insolvência de um ginásio que operava no pavilhão ainda não passaram completamente e passados quase dois anos a justiça ainda não resolveu o problema, aumentando o desgaste nos dirigentes do basquetebol e trazendo-nos prejuízos enormes. Aqui está um exemplo prático do que afirmámos anteriormente.

Os Galitos

Como sempre temos repetidamente afirmado O CLUBE SÃO AS PESSOAS e as pessoas são o melhor que temos no Clube dos Galitos.

No ano de 2016 o clube continuou a crescer em sócios e atletas, a fortalecer espírito de união entre atletas, dirigentes, sócios e familiares. Uma vez mais os pais e sócios deram o seu contributo como secionistas nas várias modalidades e conseguiram dinamizar estruturas de apoio no clube que foram determinantes na resolução de problemas que às vezes nos pareciam insuperáveis. Sem o apoio dos sócios em tarefas essenciais não seria possível proporcionar formação aos quase dois milhares de jovens que participam nas nossas atividades formativas.

O ano que termina viu partir alguns sócios que nos deixam a saudade e muito que deram ao Clube José Lourinho Ferreira e Adriano Robalo.

Galitos de Fama
Diogo Carvalho
O nosso grande nadador Diogo Carvalho competiu ao mais alto nível possível à escala planetária medindo forças com os melhores atletas do mundo nos seus terceiros Jogos Olímpicos no Rio de Janeiro. Também pela terceira vez o nosso treinador Élio Terrível foi escolhido para acompanhar a equipa olímpica de natação no maior evento desportivo do mundo.

O Diogo também competiu no final do ano de 2016 em mais um campeonato do mundo de piscina curta representando a seleção nacional e desta vez sendo nomeado capitão da equipa lusa.

Outras alegrias…
A natação também conquistou três recordes nacionais a cargo de outra jovem promessa, o Duarte Jorge, nos 1500 e 800m livres e a equipa de juvenis foi campeã nacional no Troféu Meio Fundo e Fundo Juvenis.
O basquetebol foi pela 1ª vez na história do nosso clube Campeão Nacional Master e Campeão Distrital no escalão Sub-14 Femininos
O xadrez alcançou títulos/lugares de pódio nos Campeonatos Nacionais de Jovens, nos diversos ritmos e dominou a nível distrital. Outro facto a salientar é a integração do atleta Henrique Paiva na seleção portuguesa nos Campeonatos da Europa de Jovens. O xadrez passou a contar com Rita Jorge, atleta que integrou a seleção portuguesa nas olimpíadas de xadrez realizadas em Baku.
O triatlo teve mais um campeão nacional master ( João França).
A Secção Filatélica e Numismática foi homenageada pela Federação Portuguesa de Filatelia e pela Federação Brasileira de Filatelia nessa exposição comemorativa dos 50 anos dessa atividade bilateral pois foi um dos quatro participantes que estiveram presentes na I LUBRAPEX realizada no Rio de Janeiro em 1966.
O Clube dos Galitos recebeu a Medalha de Ouro da Associação de Natação Centro Norte de Portugal entregue dia 21 de maio no decorrer do Torneio Regional de Clubes em Viseu pelo presidente Manuel Pereira.
As lutas… sempre as mesmas.
As lutas são as mesmas e os avanços miseráveis, pelo que o texto sobre este tema, só poderá ser, dignamente, o mesmo do ano transato.

O posto náutico da lota continua à espera de acessos condignos que ajudem a chegada mais confortável, principalmente no inverno, de atletas e seus pais. Desejamos as tão prometidas ajudas de diversas entidades que, por um motivo ou outro, teimam em não aparecer. Lamentamos que a história do remo na cidade não tenha o peso suficiente para resolver este problema embora saibamos que existem planos para requalificar a zona proporcionando ao clube e à cidade um centro náutico de excelência, à semelhança daqueles em que todas as cidades congéneres já investiram. O incremento da secção náutica tem-se feito mesmo nas deploráveis condições de acesso existentes pelo que não conseguimos imaginar no que seria possível evoluir com uma conjuntura mais propicia no acesso ao posto náutico.

Só com as condições melhoradas será possível manter um Remo Aveirense aberto e virado para a Cidade e Turismo.

Também não desistimos de pedir à cidade uma piscina que potencie o trabalho de excelência que o clube tem feito na natação. Sabemos que a conjuntura não ajuda, mas estamos convictos que a cidade e a autarquia não aceitam passivamente a destruição definitiva das antigas piscinas municipais em Santiago sem terem alternativas consistentes.

Formação, certificação de escolas e competição
Formação
O Galitos consolida-se como o clube referência na Formação e Olímpico de Aveiro. Gostaríamos e tentaremos que passe a ser um clube campeão na integração e para a vida.

Os títulos nacionais na natação, basquetebol, triatlo, remo e xadrez projetam-nos nacionalmente, mas sobretudo mostram uma realidade que construímos com o esforço de todos. A formação desportiva é a fonte de todas as nossas grandes vitórias. Pelo que já fizemos na área da formação não podemos nunca descurar esta importante valência no nosso clube.

Sem escolas fortes e habilitadas, sem treinadores competentes e dirigentes empenhados não é possível ter boa formação. O principal, no entanto, é trabalho diário dos atletas e, no Galitos, tentamos fazer bem todos os dias do ano.

Certificação das escolas de natação.
Este ano de 2016 viu a quarta certificação de escolas ser conseguida.

Escola de Natação do Clube dos Galitos de Aveiro conquistou o certificado nível prata. O nível Prata é o nível mais elevado atualmente possível de alcançar na FPN e foi apenas atribuído a 13 escolas do Pais. A natação prosseguirá agora para a certificação como clube de natação nacional.

Competição
Não é possível resumir a atividade desportiva do Galitos em poucas linhas, mas mesmo pecando por omissão fazemos uma breve síntese.

Basquetebol
O basquetebol continua a ser uma escola de formação de referência, mantendo o estatuto de Clube Formador da FPB e como Escola de Minibasquete Certificada. Em 2016 as nossas equipas femininas estiveram em evidência. Pela 1ª vez na história do clube fomos Campeãs Distritais no escalão Sub-14 Femininos. Em termos de Palmarés Distrital o Galitos mantém a liderança em número de títulos distritais conquistados.

A equipa de Sub-19 Feminina voltou a conseguir o apuramento para a Fase Final da Taça Nacional só perdendo na final sendo vice-campeãs.

Os Masters do Galitos sagraram-se Campeões da Liga Master na primeira vez que esta competição se realizou a nível nacional. Ficarão indelevelmente ligados a este novo campeonato nacional onde o Galitos fará, mais uma vez, parte da importante história a escrever no futuro sobre esta competição. Como se disse na altura “esta foi a primeira e já cá canta…”

Para além destes títulos o Galitos viu 11 atletas e 3 treinadores serem chamados a participar nas Seleções Distritais na temporada passada e mais alguns a estarem presentes em estágios das Seleções Nacionais.

Em termos organizativos estruturámos, preparámos e implementámos, pelo 2º ano consecutivo, a Festa do Minibasquete da ABA com o apoio Escola Profissional de Aveiro, da associação e da CM Aveiro. A festa decorreu no pavilhão e terrenos adjacentes e onde movimentámos cerca de 600 atletas de todo o distrito.

No final deste ano a secção realizou um jantar convívio de Natal com cerca de 350 pessoas onde foram entregues distinções a atletas, treinadores, secionistas e patrocinadores o que mostra bem a dinâmica da atual equipa diretiva da secção.

Natação
A natação mantém níveis de excelência no que toca à formação pré desportiva. Mais do que os resultados desportivos interessa-nos, nestas idades, manter a qualidade técnica do nado, pois sabemos que a médio prazo, este trabalho trará os seus frutos. Mesmo assim, os resultados são importantes como o provam a vitória no XIVº Torneio Cidade de Espinho, um torneio de referência nacional nestes escalões. Para além das participações do Diogo Carvalho tratadas separadamente destacamos:

O Clube dos Galitos mantém a hegemonia regional (ANCNP) e, em termos nacionais, tem uma importância cada vez mais destacada. Nos campeonatos nacionais de março destaque especial para os campeões nacionais Diogo Carvalho e Joana Costa Amador com 4 e 2 títulos respetivamente para além mais 14 lugares de pódio e 24 presenças em finais.

Nos campeonatos nacionais de verão a nossa prestação resume-se brilhantemente com 2 recordes nacionais, 2 títulos nacionais, 13 lugares de pódio, 15 presenças em Finais A e B, 15 recordes regionais, 3 recordes do clube e diversos recordes pessoais.

Em termos de destaque este ano ele vai inteirinho para os 3 recordes nacionais de Juvenil B Duarte Jorge dois dos quais batidos nos campeonatos do Jamor (aos 800 Livres com 8:43.31 e aos 1500 Livres com 16:30.45).

Em 2016 a equipa de juvenis esteve em particular destaque ao vencer a nível nacional o Troféu Meio Fundo e Fundo Juvenis (Masc/Fem) e com Duarte Jorge, Joana Amador e Teresa Granjeia a pontuarem nesta competição.

A equipa master cumpriu o sonho europeu ao competir em Maio de 2016, com um grupo de 21 atletas nos Campeonatos Europeus de Natação Master - Arena European  Masters  Championships – no Queen Elizabeth Olympic Park em Londres (local onde decorreram os Jogos Olímpicos de 2012). Para além desta grande participação os master mantiveram as suas excelentes participações nos nacionais e formando um grupo coeso capaz de nos ajudar a motivar cada vez mais atletas.

A nossa parceria com a empresa aveirense BRESIMAR tem-se afirmado como uma excelente aposta e logo neste primeiro ano teve resultados desportivos de excelência. Esperemos poder continuar a retribuir.

Remo
O remo continua o caminho da consolidação tendo nas escolas de remo e o remo de lazer como âncoras da sustentabilidade. No ano de 2016 bateu-se o recorde de atletas inscritos da última década e a modalidade voltou a dar ao clube títulos nacionais e atletas nas seleções. A direção da secção foi reforçada, e o corpo técnico integra hoje mais treinadores que apostam na divulgação da modalidade nas escolas e colégios de Aveiro e Águeda. A aposta na recuperação embarcações começa a dar os seus frutos sendo que hoje a animação no posto náutico é grande e a azáfama enorme.

Em termos desportivos 2016 trouxe-nos campeões nacionais (iniciado feminino e sénior ligeiro masculino em skiff), diversos pódios a presença no top 5 nas diversas categorias e escalões aprendizagem e competição.

O Atleta Joao Oliveira foi 12º no campeonato do mundo integrando a equipa nacional no Shell 4.

Estivemos em evidência na regata de Viana de Castelo para o Remo de Lazer e participámos dignamente nas regatas internacionais Douro Natal e em Sevilha.

Em termos de projetos especiais a secção náutica promoveu a GALA do REMO onde contou com a presença de uma centena de associados agraciando os melhores atletas. Uma outra iniciativa que ganha momento é o Remo Solidário ACAPO (invisuais) e Núcleo de Pais em Rede (incapacidade motora e mental).

Xadrez
O xadrez lidera o panorama distrital, conquistou títulos nacionais, conquistou a taça distrital, a 1ª divisão de Aveiro e é o único clube aveirense a competir na 2ª divisão nacional e na 3ª divisão nacional. A estrutura dirigente é sólida e a equipa de treinadores inclui um reputado mestre internacional luso. As escolas de formação continuam o seu percurso normal e em crescendo.

Os atletas António Santos e Ana Paula Santos foram vice-campeões no campeonato nacional de jovens de partidas rápidas, respetivamente nos escalões sub-16 e sub-8. Rita Santos foi bronze no campeonato nacional de jovens de partidas rápidas no escalão sub18.

Nos campeonatos Nacionais de Jovens, no escalão sub-16, no pódio feminino tivemos duas atletas – Rita Santos (ouro), Raquel Bastos (bronze), no pódio absoluto tivemos igualmente dois lugares – Henrique Paiva (ouro) e Rafael Saraiva (bronze).

Nos campeonatos Nacionais de Jovens de partidas Semirrápidas, o obtivemos mais lugares de pódio, Rita Jorge – sub18 (prata) e Rita Santos – sub18 (bronze), António Santos – sub16 (bronze).

O pódio do distrital Absoluto de Xadrez foi conquistado só por atletas dos Galitos (Marco Santos – Ouro, Ricardo Santos Prata e Nelson Ribau – Bronze).

Henrique Paiva representou Portugal no Campeonato da Europa de Jovens de Xadrez na categoria sub16 onde fez 24.º lugar (62º Ranking Inicial) sendo a melhor classificação nacional.

Triatlo
O triatlo manteve a atividade normal com as participações de mais de meia centena de atletas em provas nacionais e internacionais nomeadamente. A equipa “MOTRINDE – Clube dos Galitos” fez-se representar nas diferentes provas do exigente calendário desportivo da FTP: Campeonato Nacional de Clubes de Triatlo, Campeonato Nacional de Clubes de Triatlo Longo, Campeonato Nacional de Clubes de Duatlo, Taça PORTerra, Taça de Portugal de Triatlo, Campeonato Nacional Individual de Triatlo, Campeonato Nacional Grupos Idade de Triatlo e Campeonato Nacional Jovem.

Obtivemos vários top-10 em diferentes provas, em diferentes ´Grupos de Idade´, desde benjamins a Veteranos5, com destaque para o título de Campeão Nacional de Age Group de Triatlo (35-39, por João França);

Nas provas internacionais destaques para o 25º Lugar (Grupo idade 30-34) no Europeu de Triatlo (Luís Sousa) e a presença nos duríssimos “Ironman” concluída por 4 atletas (António Moreira, João Martins, Josué Oliveira e Ricardo Carvalho).

A implementação da escola de triatlo continua a ser o calcanhar de Aquiles da secção. Já se fizeram várias tentativas para a consolidação da ambicionada escola, mas as dificuldades encontradas têm sido maiores que a nossa vontade.

A secção mantém uma forte dinâmica na divulgação e obtenção de maior visibilidade da equipa, patrocinadores e parceiros;

Cultura
A filatelia e numismática continua a sua atividade regular. A revista "Selos & Moedas" foi emitida, tendo, entretanto, a sua periodicidade sido alterada para semestral. A revista continua a ser o principal elo de ligação com os sócios filatélicos e uma referencia nacional no meio. Com esta revista, participámos na exposição filatélica luso-brasileira "Lubrapex 2016" (de 26/04 a 01/05, na cidade de Viana do Castelo) tendo obtido uma classificação de Prata Grande (75 pontos em 100 possíveis).

A Secção Filatélica e Numismática foi homenageada pela Federação Portuguesa de Filatelia e pela Federação Brasileira de Filatelia nessa exposição comemorativa dos 50 anos dessa atividade bilateral pois foi um dos quatro participantes que estiveram presentes na I LUBRAPEX realizada no Rio de Janeiro em 1966.

Em outubro realizou-se o habitual encontro anual de associados.

Projetos bandeira.
Temos sido pioneiros em projetos diferentes e inovadores que nos trazem valor.

O remo de lazer tem sido um projeto capital pois acreditamos que pode ter importância para o turismo desportivo na ria e na sustentação da secção náutica. Vamos renovando iniciativas por forma a revigorar esta vertente do remo. Em anos em que não há Portugal Rowing Tour temos intenção de promover levando-o para a Ria de Aveiro, com particular incidência para a Barra, Costa Nova, e Gafanhas e até Praia da Vagueira. As bases foram lançadas este ano esperando que na primavera e verão de 2017 este projeto avance definitivamente. No verão deste ano já tivemos um grupo de lisboetas da ANL a experimentar as nossas águas e hospitalidade.

A certificação das nossas escolas de formação é o nosso projeto bandeira que deu mais um passo importante este ano na natação e dará a prazo a qualidade que procuramos.

A implantação de desporto MASTER tem sido um dos novos projetos acarinhados pelas diversas secções e começa a ganhar lentamente adeptos. O Basquetebol teve um ano de glória.

No ano que aí vem estaremos particularmente atentos a projetos que sejam inclusivos de toda sociedade.

Parcerias
O clube continua a sua politica ativa de parcerias.

O ano de 2016 viu nascer o mais moderno centro de fisioterapia de Aveiro, instalado no espaço do nosso pavilhão pela Fisiomanual, a nossa parceria mais antiga. Foi um marco muito importante para o Galitos e para a Fisiomanual, que despertou interesse na cidade, nas autoridades locais e certamente nos vai dar muitas alegrias com a intensificação desta parceria. O Clube dos Galitos agradece aos dinamizadores do projeto Baltazar Moutela e Pedro Alves pelo seu enorme esforço e pela demonstração de confiança que depositaram no nosso e seu clube.

Vamos intensificar as parcerias com a Academia Karaté Shotokan de Aveiro, Aauav, Associação de Basquetebol e Associação de Natação Centro Norte de Portugal, Triplo Saber, Restaurante Atrium e Azulejo Bar da sede.

Apoios
Câmara Municipal de Aveiro
A Câmara Municipal de Aveiro tem sido um parceiro fundamental malgrado as dificuldades financeiras porque passa a autarquia. Durante 2016 foi possível estabelecer as bases do relacionamento futuro, considerando a piscina, o espaço envolvente ao pavilhão, a reabilitação de equipamentos e alguma conservação nos acessos ao posto náutico. Temos esperança que a gradual consolidação financeira e organizativa da autarquia permita fortalecer a cooperação institucional. Fruto desta colaboração o clube registou-se no final de 2016 na estrutura de apoio às associações que a CMA criou e que permitirá no início de 2017 concorrer aos apoios previstos pela autarquia.

Pontualmente foi possível obter o apoio da autarquia nomeadamente em organizações efetuadas pelo clube na natação, basquetebol, remo e xadrez. O Clube também colaborou com a autarquia nalguns eventos onde nos solicitaram participação nomeadamente no Festival dos Canais.

Juntas de Freguesias
A Junta da União de Freguesias da Gloria e Vera Cruz tem sido muito importante na concretização de alguns dos nossos projetos na natação master e no basquetebol. Estamos muito agradecidos e esperemos poder continuar a retribuir elevando o nome da nossa terra e proporcionando alegrias aos aveirenses com os nossos resultados e organizações.

Também temos uma palavra de agradecimento para a Junta de Freguesia de Cacia e São Bernardo pelas parcerias estabelecidas e que duram há alguns anos.

Patrocinadores
Os nossos patrocinadores e doadores de cada modalidade têm compreendido a importância dos nossos projetos e apoiado na certeza de que não desperdiçamos os recursos que põem à nossa disposição.

Agradecemos a todos a coragem de nos apoiarem. Temos feito o possível para representar condignamente Aveiro e o nome das empresas eu nos apoiam. Por uma questão de impossibilidade referenciamos apenas os patrocinadores principais de cada equipa. Triatlo / Motrinde, Natação / Bresimar, Basquetebol / Weber S. Gobain, Xadrez / Grupel. Brevemente esperamos ter novidades no Remo.

Vida do Clube
A vida social do Clube prosseguiu com normalidade conseguindo-se uma maior participação dos sócios na atividade das secções. Foram eleitos em 18 de março novos Corpos Sociais do clube e realizadas as assembleias gerais regulamentares.

Em termos de gestão mantivemos a contenção com os custos de operação. Mantivemos igualmente uma regra desta direção e que consiste no agraciamento formal, por carta do presidente, a todos aqueles atletas ou dirigentes que se distinguiram em representação do Clube como campeões nacionais ou tendo prestações coletivamente muito relevantes.

Caros sócios,

O sucesso constrói-se diariamente e somo todos nós que temos essa tarefa em mãos. O nosso passado é radioso e temos o dever de honrar a nossa história e manter rumo traçado. Por isso repetimos as palavras das mensagens anteriores porque ainda são ajustadas ao tempo de hoje e fazem parte do azimute que perseguimos.

Devemos prosseguir com a mesma determinação na formação dos jovens, renovado rigor na gestão financeira, idêntico empenho dos treinadores, o mesmo espírito de sacrifício dos nossos atletas, o enorme amor ao clube dos seccionistas e colaboradores. Se assim fizermos o novo ano de 2017 só poderá ser bom para o Clube dos Galitos.

Mas todo este fulgor clubístico não seria sequer possível sem o trabalho fantástico e absolutamente gracioso dos nossos melhores aveirenses que dedicam os seus tempos de menor ocupação ao clube e aos jovens. Sem os seccionistas e dirigentes das secções o clube simplesmente não existia. Cabe nesta hora uma palavra de apreço e gratidão para o trabalho diligente de todos os nossos colaboradores, treinadores e diretores.

A direção do Clube dos Galitos deseja a todos os sócios, dirigentes, atletas, treinadores e colaboradores um ano de excelente 2017 com muita paz, saúde e sucessos pessoais.

Bom Ano Novo de 2017 e Pelo Galitos Canta, Canta!

* Presidente da direção

Tags:
Notícias Relaccionadas
Classifique esta notícia:  Sem classificação
  Comentar Artigo   Imprimir Artigo   Enviar Artigo   Partilhar Artigo
0 Comentário(s)
Galerias Relacionadas:
  0 video(s)
  0 som(s)
  0 documentos(s)
Outras Informações:
Visualizações: 1350
Tamanho do texto: A- A+

Últimos Vídeos
Mais comentadas
Mais lidas
Pesquisa de imóveis »
 
Terreno
Venda -
Aveiro
Aveiro, São Bernardo
Consultar Imóvel »
Moradia Isolada T2
Venda - Usado
Aveiro
Santa Maria da Feira, Mozelos
Consultar Imóvel »
Quartos   
Inquérito »