Apresentação   |    Estatuto editorial   |    Conteúdos na mão   |    Correspondentes   |    Publicidade   |    Contactos   |    Newsletter
Entrar   |    Registe-se   |    Ajuda
Aveiro, Portugal
Segunda-Feira, 1 Setembro 2014
21 ºC
Céu limpo
Siga-nos!    Siga-nos!    mypub@veiro gestor on-line de publicidade
Onde Estou? Página Inicial » Actualidade » Noticiário
Pesquisar
Autárquicas 2013: Candidatos às Câmaras do distrito e perspetivas eleitorais
14 Set 2013, 15:30

Limite de mandatos renovou candidatos em vários concelhos do distrito de Aveiro, mas a maioria dos partidos no poder decidiu apostar em sucessores já em funções.

Águeda

Presidente da câmara: Gil Nadais (PS)
Retrato eleitoral em 2009:
PS 54,48% (4 mandatos)
PPD/PSD 34,15% (3 mandatos)
Número de eleitores: 43870

Candidatos:
PS: Gil Nadais, Conselheiro de Orientação Profissional no Centro de Emprego de Águeda do (IEFP), 52 anos
CDU: Nelson Leal,oficial da Armada aposentado , 61 anos
PSD/CDS: Paula Cardoso, licenciada em Direito, 50 anos

Gil Nadais concorre ao terceiro mandato. PSD e CDS afastaram rivalidades para apoiar Paula Cardoso, deputada na Assembleia da República que antes ficou conhecida na área social, ao presidir à Cerciag.  
O PS faz render a regeneração da cidade, em especial a obra para evitar cheias no  inverno, e o parque empresarial do Casarão.  
Mas a coligação censura “a falta de “crescimento harmonioso e despovoamento de algumas zonas”. As divergências com algumas Juntas  são uma pedra no sapato de Gil Nadais.
A CDU procura votos esperando recuperar um lugar na vereação.

Albergaria-a-Velha

Presidente da câmara: João Agostinho (PSD)
Retrato eleitoral em 2009:
PPD/PSD: 47,76% (4 mandatos)
CDS-PP 32,41% (2 mandatos)
PS 13,59% (1 mandato)
Número de eleitores: 22175

Candidatos:
PSD: José Licínio Pimenta, professor, 41 anos
CDU: Miguel Bento, técnico da Associação de Lavoura do Distrito de Aveiro, 35 anos
CDS: António Loureiro, gestor, 43 anos
PS: Elísio Apolinário Silva, reformado das Finanças, 60 anos
BE: Rui Câncio, empresário, 31 anos

Há uma certeza em Albergaria-A-Velha: o presidente da Câmara vai mudar. José Agostinho, do PSD, entregou ao seu braço direito, José Licínio, a tarefa de manter o poder autárquico. O vereador da cultura ganhou visibilidade com o renovado cine-teatro Alba.
CDS e PS decidiram apostar forte. António Loureiro dá o rosto pelo sonho do CDS de recuperar a autarquia.
O PS, habitual terceira força partidária, também apresenta uma figura conhecida localmente, Elísio Apolinário, ex-presidente dos bombeiros.

Anadia

Presidente da câmara: Litério Marques (PSD)
Retrato eleitoral em 2009:
PPD/PSD 57,03% (5 mandatos)
PS 25,14% (2 mandatos)
Número de Eleitores: 28871
Candidatos:
PSD: José Manuel Ribeiro, gestor, 43 anos
PS: Lino Pintado, advogado, 40 anos
CDS: Tiago Castelo Branco, advogado, 37 anos
CDU: Maria de Fátima Flores, professora aposentada, 64 anos
Independente: Teresa Belém, engenheira civil, 51 anos

Anadia está a gerar expectativa. Litério Marques, atual presidente (PSD), não volta a concorrer por atingir o limite de mandatos. Insatisfeito com as alternativas do partido decidiu levar a votos um movimento independente e aparece em segundo lugar na lista da Câmara que é encabeçada pela sua atual  vice-presidente, Teresa Belém.
José Manuel Ribeiro, líder local do PSD e candidato ao município, vê o seu eleitorado disputado em todas as freguesias.
Lino Pintado, vereador do PS, tem como objetivo, à segunda tentativa, chegar à presidência.

Arouca

Presidente da câmara: José Artur Neves (PS)
Retrato eleitoral em 2009:
PS 58,52% (5 mandatos)
PPD/PSD 19,68% (2 mandatos)
Número de Eleitores: 21432
Candidatos:
PS: Artur Neves, engenheiro civil,  51 anos
CDS: Adriano Brandão, professor universitário aposentado,  65 anos
CDU: Francisco Gonçalves professor de educação física, 42 anos
PSD: José Luís Alves, professor no ensino secundário, 47 anos

Arouca ganhou visibilidade pelo feito do clube de futebol local, ao alcançar a Liga maior. Mas no dia-a-dia persistem problemas do campeonato da interioridade. Nas bandeiras para o terceiro mandato do presidente da Câmara, José Artur Neves, voltam a figurar a conclusão da “variante” da EN326 ou fixar médicos.
Mas a direita impacienta-se com promessas adiadas e anseia recuperar a influência autárquica que já teve.  Para dar conta da lição, PSD e CDS apresentam professores. Os sociais democratas, com José Luís Alves, partem com a vantagem de já terem dois vereadores.

Castelo de Paiva

Presidente da câmara: Gonçalo Rocha (PS)
Retrato eleitoral em 2009:
PS 46,76% (4 mandatos)
PPD/PSD 46,58% (3 mandatos)
Número de Eleitores: 14973
Candidatos:
PS: Gonçalo Rocha, licenciado em História, 39 anos
PSD: Norberto Moreira, bancário, 41 anos
CDU: Manuel Vieira, cabeleireiro, 61 anos
BE: Abílio Guerra, escriturário, 55 anos

Castelo de Paiva continua associado à tragédia da queda da ponte de Entre-Os-Rios, em Março de 2001.
O socialista Gonçalo Rocha, que afastou Paulo Teixeira (PSD), concorre ao segundo mandato em nome da continuidade sem abdicar “de uma gestão rigorosa”, esperançado em vencer com folga maior.
Norberto Moreira, atual vereador, muito crítico do que qualifica de “falta de visão”, é o trunfo dos sociais democratas, tendo já recebido apoio de figuras nacionais do partido para cumprir as suas promessas.

Espinho

Presidente da câmara: Joaquim Pinto Moreira (PSD)
Retrato eleitoral em 2009:
PPD/PSD 38,90% (4 mandatos)
PS 38,42% (3 mandatos)
Número de Eleitores:31544
Candidatos:
CDU: Fausto Neves, músico e docente, 48 anos
BE: António Andrade, técnico na EDP, 58 anos.
PS: José Mota, funcionário de escritório, 61 anos
PSD: Pinto Moreira, advogado, 43 anos
CDS: Diogo Duarte Campos, advogado, 35 anos

As eleições em Espinho ficarão marcadas pela reedição do combate maior de 2009. Pinto Moreira, do PSD, consegui levar a melhor, ainda que à tangente, perante o socialista José Mota.
O história repete-se. O ex- governador civil de Aveiro não desistiu de voltar onde este 16 anos para contrariar “o agravamento” do desemprego.
Em contraponto a equipamentos desportivos e culturais construídos pelo PS, a maioria PSD prefere mostrar, por exemplo, a renovação do parque escolar como “obras que deixam marcas”.

Estarreja

Presidente da câmara: José Eduardo Matos (PSD/CDS-PP)
Retrato eleitoral em 2009:
PPD/PSD.CDS-PP 64,15% (5 mandatos)
PS 28,54% (2 mandatos)
Número de Eleitores: 25139
Candidatos:
PSD: Diamantino Sabina, advogado, 42 anos
PS: Fernando Mendonça, professor, 44 anos
CDU: Américo Soares, engenheiro electrónico, 63 anos
Independente: José Artur Pinho, aposentado,  62 anos

O edil atual vai ser candidato à Assembleia Municipal e, assim, fazer valer o seu peso político.
Diamantino Sabina, advogado, que é vereador e presidente da concelhia, foi o escolhido para sucessão, beneficiando também de um acordo eleitoral com o CDS.
Fernando Mendonça, cabeça-de-lista do PS, assumiu a segunda candidatura como a sua última tentativa de recuperar o município para os socialistas.
Mas a lista independente de José Artur Pinho, presidente da Junta de Freguesia de Avanca durante três mandatos com o apoio do PS, poderá não ajudar.

Ílhavo

Presidente da câmara: Agostinho Ribau Esteves (PSD)
Retrato eleitoral em 2009:
PPD/PSD 63,53% (5 mandatos)
PS 22,67% (2 mandatos)
Número de Eleitores: 33876
Candidatos:
PS: José Vaz, animador juvenil, 50 anos
CDU: João Coquim, funcionário fabril, 55 anos
PSD: Fernando Caçoilo, engenheiro, 56 anos
BE: Pedro Tavares professor, 45 anos
CDS: Arlindo Prina, técnico superior do IMTT, 61 anos

Ribau Esteves, por limite de mandatos, está de saída e vai concorrer ao vizinho concelho de Aveiro.
Fernando Caçoilo, seu vice-presidente, é sucessor natural, mas com a responsabilidade de manter a maioria muito confortável. Não hesitará em mostrar “o trabalho e obras” dos elencos ´laranjas´.
O novo cenário dá esperanças ao PS, que volta a apostar no seu líder concelhio, José Vaz, crítico de equipamentos que diz serem desnecessários e financeiramente insustentáveis.
À direita, o CDS foi buscar um antigo vereador do partido, Arlindo Prina.

Mealhada

Presidente da câmara: Carlos Alberto da Costa Cabral (PS)
Retrato eleitoral em 2009:
PS 61,26% (5 mandatos)
PPD/PSD 27,61% (2 mandatos)
Número de Eleitores: 18572
Candidatos:
PS: Rui Marqueiro, economista, 61 anos
PSD: Gonçalo Louzada, empresário, 47 anos
BE: Ricardo Coelho, estudante de doutoramento, 32 anos
CDU: João Louceiro, licenciado em biologia, 50 anos

O PS até poderá dizer que está em boa posição de manter a Câmara da Mealhada com a candidatura do ex-presidente Rui Marqueiro.
Mas aquele que foi o seu sucessor, Carlos Cabral, deixa agora presidência por limite de mandatos, período em que foram patentes públicas rivalidades entre os dois camaradas.
O PSD, que também viveu nos últimos anos divisões, espreita uma oportunidade com a mudança de rostos socialistas, optando estrategicamente pelo independente Gonçalo Louzada.

Murtosa

Presidente da câmara: Joaquim Batista (PSD)
Retrato eleitoral em 2009:
PPD/PSD 66,30% (4 mandatos)
PS 27,06% (1 mandato)
Número de Eleitores: 9842
Candidatos:
PSD: Joaquim Baptista, 44 anos
PS: Jorge Bacelar, veterinário, 47 anos.
CDU: Jorge Vieira, psicólogo, 56 anos
CDS: Pedro Marques, empresário,  52 anos

Joaquim Batista, candidato do PSD, chegou à presidência já com o mandato em andamento, quando o ex-líder da autarquia renunciou para assumir funções na Segurança Social.
O PS já liderou a Câmara mas agora está remetido a um vereador. O independente Jorge Bacelar, conhecido por trabalhos etnográficos locais,  é a aposta.
A candidatura do empresário Pedro Marques trouxe alguma notoridade à lista do CDS que poderá intrometer-se na luta por representação camarária.  

Oliveira do Bairro

Presidente da câmara: Mário João Oliveira (PSD)
Retrato eleitoral em 2009:
PPD/PSD 53,58% (4 mandatos)
CDS-PP 31,50% (2 mandatos)
PS 10,74%  (1 mandato)
Número de Eleitores: 20023
Candidatos:
PS: Manuel Bôrras, engenheiro, 62 anos
PSD: Mário João Oliveira, gestor, 52 anos
CDS: Paulo Caiado, licenciado em Engenharia Informática, 39 anos
CDU: Artur Pereira Ramísio, professor, 43 anos

Muda a equipa, mantém-se o timoneiro. Mário João Oliveira (PSD) concorre ao segundo mandato. Logo após assumir a candidatura, dispensou todos os seus atuais vereadores.  
O executivo enfrentou alguma contestação, nomeadamente ao ´rasgar´ uma nova alameda no centro da cidade.
O CDS, que teve em Oliveira do Bairro durante o consulado de Acílio Gala um dos seus bastiões autárquicos,  aposta na renovação.
À esquerda, o PS, atualmente com um vereador, troca de candidato na tentativa de aumentar a votação.

Oliveira de Azeméis

Presidente da câmara: Hermínio Loureiro (PSD)
Retrato eleitoral em 2009:
PPD/PSD 44,83% (5 mandatos)
PS 40,54% (4 mandatos)
Número de Eleitores: 60943
Candidatos:
PS: Joaquim Jorge, gestor, 50 anos
PSD: Hermínio Loureiro, gestor, 48 anos
CDU: João Carmo, empresário, 27 anos
BE: Diogo Barbosa, estudante universitário, 23 anos
CDS: Miguel Portela, diretor de agrupamento de centros de saúde, 42 anos

Hermínio Loureiro, autarca conhecido também pelos cargos que desempenha no dirigismo do futebol nacional, não quer ser apanhado fora de jogo na recandidatura a um município que sempre foi emblemático para o PSD.
O PS, a segunda força partidária local, apresenta a votos o vereador Joaquim Jorge, para o desejo,  nunca concretizado, de conquistar a edilidade oliveirense.
O CDS pode aproveitar algum ressalto político do embate para recuperar a cadeira de vereador.

Ovar

Presidente da câmara: Manuel Alves de Oliveira (PS)
Retrato eleitoral em 2009:
PS 48,99% (4 mandatos)
PPD/PSD.CDS-PP 33,32% (3 mandatos)
Número de Eleitores: 48055
Candidatos:
PS: Vítor Ferreira, professor do Ensino Básico e Secundário, 51 anos
PSD: Salvador Malheiro, professor universitário, 38 anos
BE: Pedro Rodrigues, professor, 35 anos
CDU: Dinis Silveira, reformado, 67 anos
CDS: António França, técnico superior municipal, 40 anos

Manuel Alves de Oliveira indisponibilizou-se para concorrer ao terceiro mandato e a concelhia do PS depositou no vereador Vitor Ferreira a missão.
Uma escolha que deixou abertas feridas internas ainda por sarar.
Ao contrário das últimas eleições, PSD e CDS decidiram não renovar a coligação.
Os sociais democratas, liderados por Salvador Malheiro, acreditam que o afastamento do atual edil poderá abrir uma janela de oportunidade.

Santa Maria da Feira

Presidente da câmara: Alfredo Henriques (PSD)
Retrato eleitoral em 2009:
PPD/PSD 48,39% (6 mandatos)
PS 40,56% (5 mandatos)
Número de Eleitores: 121624
Candidatos:
PSD: Emídio Sousa, licenciado em administração autárquica, 52 anos
PS: Eduardo Cavaco, empresário, 60 anos
BE: António Torres, professor de filosofia, 53 anos
CDU: Antero Resende, professor, 52 anos
CDS: Alferes Pereira,  agente de mediação imobiliária, 42 anos

O vice-presidente Emídio Sousa recebeu o testemunho legado pelo carismático líder do município, Alfredo Henriques.
À semelhaça de 2005, o PS desafiou um empresário. Eduardo Cavaco é a figura para o momento de viragem na vida política do concelho.
Nas últimas eleições, os dois partidos não deixaram espaço para outros eleitos no executivo. Os candidatos do CDS, CDU e BE ficam na expetativa.

São João da Madeira

Presidente da câmara: Ricardo Figueiredo (PSD)
Retrato eleitoral em 2009:
PPD/PSD 55,93%  (5 mandatos)
PS 26,40%  (2 mandatos)
Número de Eleitores: 19981
Candidatos:
PS: Luís Miguel Ferreira, professor de matemática, 40 anos
PSD: Ricardo Figueiredo, empresário, 50 anos,
CDU: Rita Mendes, professora do ensino básico, 33 anos
BE: André Oliveira, instrutor de yoga, 28 anos
Independente:Jorge Lima, professor, 50 anos
CDS: Rogério Silva, arquiteto, 36 anos

Ricardo Figueiredo assumiu a Câmara com a saída do presidente, Castro Almeida, para a secretaria  de Estado do Desenvolvimento Regional.
Administrador da empresa líder mundial na produção de feltros para chapéus, tornou-se o cabeça-de-lista do PSD.
Luís Miguel Ferreira parte na esperança de poder gerir o concelho de freguesia única e contrariar o facto do PS conseguir piores votações nas autárquicas.
A candidatura independente de Jorge Lima, que foi vice-presidente no tempo dos mandatos do CDS, poderá baralhar as contas.

Sever do Vouga

Presidente da câmara: Manuel Soares - PS
Retrato eleitoral em 2009:
PS 46,58% (4 mandatos)
ISLV 25,66% (2 mandatos)
PPD/PSD 20,16% (1 mandato)
Número de Eleitores: 12154
Candidatos:
CDS: Ercília Pedro, gestora, 39 anos
PS: António Coutinho, professor de educação visual, 52 anos
CDU: Raul Tavares, técnico de minas, 56 anos
PSD: João Almeida, funcionário da Autoridade Tributária, 43 anos

Aproxima-se o fim do ciclo de Manuel Saores à frente da edilidade severense, que aparece como número um mas para a Assembleia Municipal. O PS resolveu colocar na linha de sucessão António Coutinho, vice-presidente.
João Almeida que há quatros anos concorreu como independente, em rutura com concelhia do PSD, alcançando dois eleitos contra um social democrata, fez as pazes com o partido e surge novamente como cabeça-de-lista na tentativa de recuperar o município.
O CDS candidata uma empresária local na expetativa de ver a saída do atual presidente libertar votos.

Vagos

Presidente da câmara: Rui Cruz (PSD)
Retrato eleitoral em 2009:
PPD/PSD 63,43% (5 mandatos)
Vagos Primeiro 30,99% (2 mandatos)
Número de Eleitores: 21257
Candidatos:
CDS: Maria do Céu Marques, advogada, 49 anos
PS: Mário dos Santos Martins, professor, 56 anos
PSD: Silvério Regalado, economista, 34 anos
CDU: Alexandre Loff, professor, 58 anos

As eleições em Vagos vão trazer mudanças na presidência da Câmara. Com a saída por limite de mandatos de Rui Cruz, o PSD indicou o jovem vereador Silvério Regalado, que tem o pelouro das finanças.  
PSD e CDS têm rodado na liderança do município.
Há quatro anos, Mário Martins uniu PS e CDS numa candidatura independente. O acordo não foi renovado para 2013.  Mário Martins, que tinha sido vereador numa maioria do CDS, manteve apenas o apoio do PS.  O CDS sentiu-se com força para voltar a ter um candidato próprio, no caso uma senhora.

Vale de Cambra

Presidente da câmara: José António Bastos (PSD)
Retrato eleitoral em 2009:
PPD/PSD 46,17% (4 mandatos)
CDS-PP 37,59% (3 mandatos)
Número de Eleitores: 22674
Candidatos:
PS: Nelson da Silva Martins, professor, 51 anos
CDS: José Pinheiro, gestor, 50 anos
CDU: José Gaspar, litógrafo impressor, 47 anos
PSD: José Bastos, engenheiro, 58 anos

O PSD aposta na continuidade de José Bastos que se proprôs, sem surpresa, cumprir o terceiro mandato na autarquia valecambrense.
A maior ameaça para os sociais democratas aparece pela direita. O CDS tem na primeira linha, desta vez, uma figura local conhecida.  José Pinheiro, presidente da adega cooperativa, sente-se preparado para dar novo rumo ao concelho.
Já o PS continua a lutar por representação no executivo, escolhendo para a missão o professor Nelson Martins.
À esquerda, o comunista José Gaspar, rosto da comissão de defesa dos serviços de saúde, é um rosto conhecido.

Tags:
Notícias Relaccionadas
05 Set 2013, 00:17 Aveiro: Guerra autárquica entre irmãos desavindos
29 Set 2013, 02:15 Aveiro / Distrito: Nove das 19 autarquias renovam presidentes de certeza
30 Set 2013, 01:24 Distrito: CDS recupera duas Câmaras que tinha perdido para o PSD
Classifique esta notícia:  Sem classificação
  Comentar Artigo   Imprimir Artigo   Enviar Artigo   Partilhar Artigo
0 Comentário(s)
Galerias Relacionadas:
  0 video(s)
  0 som(s)
  0 documentos(s)
Outras Informações:
Visualizações: 3278
Tamanho do texto: A- A+

Últimos Vídeos
Mais comentadas
Mais lidas
Pesquisa de imóveis »
 
Apartamento T2
Venda - Novo
Aveiro
Aveiro,
Consultar Imóvel »
Apartamento T3
Venda - Usado
Aveiro
Aveiro, Aradas
Consultar Imóvel »
Quartos   
Inquérito »