Apresentação   |    Estatuto editorial   |    Conteúdos na mão   |    Correspondentes   |    Publicidade   |    Contactos   |    Newsletter
Entrar   |    Registe-se   |    Ajuda
Aveiro, Portugal
Terça-Feira, 24 Janeiro 2017
13 ºC
Céu limpo
Siga-nos!    Siga-nos!    Mypub gestor online publicidade
Onde Estou? Página Inicial » Actualidade » Noticiário
Pesquisar
Manto de nevoeiro criou armadilha na A25 / Velocidade e distância não terão sido acauteladas por condutores
24 Ago 2010, 01:28

“Saiu-nos o Euromilhões”, desabafou Maria de Lurdes, 54 anos, ao contemplar, com o marido, em silêncio, um cenário que não hesitou em classificar de “dantesco”.

O casal de Oliveira de Azeméis, que seguia para visitar familiares em Viseu, escapou ileso ao choque em cadeia.
“O nevoeiro cerrou mesmo, havia uma chuva miudínha, e deparámos com um incêndio à nossa frente”.

Quase não deu para abrandar, nem perceber o que se passava. “Bateram-nos na traseira e empurrámos outro carro já a arder”, contou Maria de Lurdes confessando que se sentira "nervosa" pouco antes do acidente com a velocidade e falta de cuidado de condutores em manter a distância entre viaturas [ouvir resumo de declarações em anexo].

Um outro condutor, que rumava a Bragança com a família, também viveu esses momentos dramáticos.
“De um momento para outro não via dois metros”. Parou a marcha e acabaria envolvido no choque.

“Eram carros a bater na traseira e o camião da frente a alastrar fogo, ainda com a família dentro”. Sairam todos a tempo de fugir às chamas que destruiram a viatura ligeira.

Ainda viu um carro ao lado, com dois carbonizados (pai e filho menor). “Ali já não havia nada a fazer”, lamentou.
Teria sido possível evitar a tragédia ? “A culpa não é de ninguem, não deu tempo a antecipar”, referiu o condutor.

Os primeiros bombeiros a chegar, vindos de Vouzela, encontraram “pessoas a gritar, em completo pânico” na estrada.
Os incêndios “complicaram muito” a resposta inicial dos meios de socorros a que se seguiu mobilização geral, contou um dos operacionais envolvidos.

Um veículo a gás terá embatido num dos pesados. O choque em cadeia libertou combustível. Ouviram-se explosões, de pneus e bateriais. O fogo alastrou a carros a trabalhar, que ardera, por completo num cenário de guerra.   

De um deles, os bombeiros retiraram dois carbonizados (um adulto e criança). No mesmo sentido, a lamentar ainda a morte de uma senhora, noutra viatura ligeira apanhada na rectaguarda a um dos dois pesados envolvidos.

Tags:
Notícias Relaccionadas
24 Ago 2010, 00:13 Seis mortos e quase 90 feridos em duplo acidente na A25 (provisório)
21 Jun 2012, 18:00 Quatro condutores acusados de homicidio por negligência em acidente na zona de Sever do Vouga
Classifique esta notícia:  Sem classificação
  Comentar Artigo   Imprimir Artigo   Enviar Artigo   Partilhar Artigo
0 Comentário(s)
Galerias Relacionadas:
  0 video(s)
  0 documentos(s)
Outras Informações:
Visualizações: 7896
Tamanho do texto: A- A+

Últimos Vídeos
Mais comentadas
Mais lidas
Pesquisa de imóveis »
 
Apartamento T4
Venda - Usado
Aveiro
Aveiro, Glória
Consultar Imóvel »
Terreno
Venda -
Aveiro
Águeda, Valongo do Vouga
Consultar Imóvel »
Quartos   
Inquérito »